A onda de 30 metros de Tony Laureano


A onda surfada a 29 de outubro de 2020 por António Laureano, na Praia do Norte, na Nazaré, tinha 30,9 metros, segundo a medição feita pelo Professor Miguel Moreira, da Faculdade de Motricidade Humana.

O anúncio da medida, foi feito numa conferência de imprensa realizada no Forte de São Miguel Arcanjo, após, o qual, Tony Laureano anunciou que a onda já foi submetida aos prémios XXL da World Surf League que premeia anualmente as maiores ondas, que posteriormente seguem para um quadro de notáveis do Guinness World Record. 

Perante a homologação deste resultado, o jovem surfista português, acredita que esta onda vai valer-lhe o recorde no Livro do Guinness, sucedendo assim ao brasileiro Rodrigo Koxa que detém o recorde desde 2017, com uma marca fixada nos 24,4 metros.

“Estou bastante confiante de que vou ter a maior onda do mundo surfada.” 

Miguel Moreira, Professor da FMH da Universidade de Lisboa, responsável pela medição da onda, explicou que foi encontrado “o valor de 30,9 metros”, utilizando um software que analisa “a crista da onda, que é o ponto mais alto e a sua base”, sendo ainda avaliado o seu tamanho, tendo como “referencial de escala a altura do surfista”.

O método, para apurar a medida da onda, foi anteriormente utilizado por Miguel Moreira, em medições feitas a ondas de outros surfistas, o que o leva a concluir que “é, de facto, o valor mais elevado”, remata.

A concretizar-se a atribuição do recorde da maior onda, este será, sem dúvida, mais um grande feito histórico para o surf português. 

Tony Laureano, conta já no seu palmarés com o Prémio Revelação Gigantes da Nazaré; Prémio Maior Onda na Remada do evento EDP Mar Sem Fim, entre outros, e ainda a distinção de surfista mais jovem de sempre a enfrentar o canhão da Nazaré, bem como a nomeação para a WSL Big Wave Awards. xxx

Previous A futura campeã
Next Super Vasco Ribeiro e poderosa Yolanda Hopkins vencem na Figueira