Celebremos a vida de “G.O.A.T.”


O maior surfista de todos os tempos (G.O.A.T – Greatest Of All Times), Robert Kelly Slater, celebra hoje 49 anos (11/02/1972).

O veterano de Cocoa Beach, na Flórida, EUA, iniciou-se no mundo da competição aos seis anos de idade e, por volta de 1990, com 18 anos de idade, tornou-se profissional. 

Não tenham dúvidas, avaliado em 22 milhões de dólares em 2011, Kelly Slater é o maior surfista de sempre da História do desporto e sob a sua alçada detém alguns feitos e recordes que merecem destaque.

O mais sonante é, sem sombra de dúvida, os 11 títulos mundiais que ostenta no currículo (1992, 1994, 1995, 1996, 1997, 1998, 2005, 2006, 2008, 2010, 2011). Além de ter sido o campeão mundial de surf mais novo (em 1992 com 20 anos) e também o mais velho de sempre (em 2011 com 39 anos), detém ainda o recorde de ter conseguido o máximo número de títulos mundiais consecutivos (foram cinco, entre 1994 e 1998).

Slater é também recordista no que diz respeito a vitórias na carreira e no World Championship Tour, ascendendo a mais de cinquenta, bem como no Pipe Masters onde já levantou o troféu por sete vezes (1992, 1994, 1995, 1996, 1999, 2008 e 2013).

Por duas vezes também alcançou a pontuação máxima numa bateria (20 pontos). A primeira foi em 2005 durante a final do Billabong Tahiti Pro. A segunda foi no Volcom Fiji Pro, em 2013, durante o heat dos 1/4 de final.

O carequinha norte-americano, a que muitos também chamam de “alien” (extraterrestre), vive um pouco por todo o lado ao longo da temporada da WSL, onde ainda compete tendo ficado em 8.º lugar em 2019, mas tem residência oficial em Santa Bárbara, Califórnia. 

Kelly é ainda um exímio jogador de golfe ao ponto de ser convidado para participar em torneios, também canta e toca guitarra, tendo mesmo atuado ao lado de grandes nomes da música como Jack Johnson e Eddie Vedder, lançou jogos de computador (Kelly Slater’s Pro Surfer), participou em séries televisivas (Baywatch), namorou com a atriz Pamela Anderson e a supermodelo Gisele Bundchen, e mais recentemente magicou a piscina de ondas artificiais que dá pelo nome de Surf Ranch. 

Como se isto não bastasse, deteve ainda um dos contratos de patrocínio mais longos da História do desporto (com a Quiksilver durante 23 anos) e, em 2009, a Surfer Magazine não hesitou em colocá-lo em primeiro lugar nos “50 Melhores Surfistas de Sempre”, deixando o Duke Kahanamoku em segundo e Tom Curren no terceiro lugar da lista.

Por tudo isto e muito mais… parabéns ao Rei do Surf! 

Previous Maya e uma onda que fica na retina
Next Italo Ferreira no paraíso brasileiro