CT de Margaret River entra na fase final


Frederico Morais foi esta quinta-feira eliminado do Margaret River Pro, terminando a quarta etapa do circuito mundial de surf da WSL num 9.º posto final. O surfista português foi eliminado nos oitavos-de-final da prova do Oeste australiano, depois de perder o duelo frente ao amigo e companheiro de treinos, Ryan Callinan.

Com o mar a apresentar-se inesperadamente alinhado, ainda que difícil para os competidores, a organização da prova decidiu colocar na água os oitavos-de-final masculinos para encurtar um possível dia final de prova. Dessa forma, Frederico acabou por ir para a água no quarto heat do dia, com um sistema de heats sobrepostos em vigor.

Com Kikas a enfrentar as direitas do Main Break de Margaret River de frontside (frente para a onda), Callinan acabou por sair beneficiado por surfar a onda de backside (de costas para a onda), fazendo as manobras mais críticas do heat. Após algum equilíbrio inicial, o australiano conseguiu uma onda de 8,93 pontos que acabou por decidir as contas a seu favor.

Frederico Morais ainda teve a prioridade na reta final da bateria, mas não conseguiu somar mais que 10,36 pontos, contra 14,86 de Callinan, ficando a precisar de uma nota de 9,43 pontos num máximo de 10 para inverter o rumo dos acontecimentos. Algo que nunca viria a acontecer, até pela falta de potencial das ondas.

O surfista de Cascais, de 29 anos, despediu-se, assim, de Margaret River com mais um 9.º posto, depois de já ter conseguido esse mesmo resultado em Newcastle. No entanto, este foi o melhor resultado da carreira de Kikas nesta etapa, onde nas três temporadas anteriores nunca tinha conseguido passar qualquer ronda.

Depois de ter chegado ao Oeste australiano no 8.º posto do ranking, Frederico Morais pode perder algumas posições no ranking, embora seja provável que se mantenha dentro do top 12 mundial, o que o fará permanecer como top seed na próxima etapa do Championship Tour.

O dia foi de surpresas com eliminações não esperados, casos de Gabriel Medina (frente a Seth Moniz), Kanoa Igarashi (frente a Matthew McGillivray) e Tyler Wright (frente a Tatiana Weston-Webb), na ronda de 16 e quartos de final, respetivamente. Também Jordy Smith a conseguir uma importante vitória frente a Julian Wilson mesmo no soar da buzina (quando até já tinha dado os parabéns ao australiano). 

1/4 de final masculinos: 

HEAT 1: John John Florence (HAW) vs. Griffin Colapinto (USA)

HEAT 2: Jordy Smith (ZAF) vs. Ryan Callinan (AUS)

HEAT 3: Seth Moniz (HAW) vs. Matthew McGillivray (ZAF)

HEAT 4: Italo Ferreira (BRA) vs. Filipe Toledo (BRA)

1/2 finais femininas:

HEAT 1: Bronte Macaulay (AUS) vs. Tatiana Weston-Webb (BRA)

HEAT 2: Carissa Moore (HAW) vs. Stephanie Gilmore (AUS)

De Margaret River os melhores surfistas do Mundo seguem para Rottnest Island, também no Oeste australiano. Esta é uma nova paragem no circuito e será a quarta e última etapa em ondas australianas, ao mesmo tempo que é a quinta prova da temporada. xxx

Previous Maps of Home - o novo filme de John John
Next Maratona no Porto para encerrar a 3.ª etapa da Liga