Festa na piscina do Surf Ranch


Frederico Morais terminou, este domingo, a prestação no Surf Ranch Pro, sexta etapa do circuito mundial da WSL, com um 9.º lugar. O surfista português chegou ao último dia da prova californiana na luta pela passagem às meias-finais, mas acabou por não conseguir ficar entre os oito melhores surfistas da fase de qualificação.

Kikas fechou a primeira fase de qualificação com o nono melhor registo e a apenas 0,03 pontos do top 8. Contudo, nas duas ondas a que teve direito na ronda bónus acabou por não conseguir melhorar o seu score total. Depois de ter caído na última manobra da onda para a direita, Frederico caiu no tubo na esquerda, ficando perto nos dois casos de melhorar a pontuação que já detinha.

Além de falhar a entrada no top 8, o surfista português ainda foi ultrapassado por alguns surfistas nesta ronda bónus, disputada ao início de domingo. Dessa forma, Frederico Morais conseguiu o 13.º melhor posto da fase de qualificação da etapa que se disputa nas ondas artificiais da piscina criada por Kelly Slater, com 13,67 pontos.

Apesar de ter caído algumas posições na tabela, Frederico conseguiu manter-se dentro do grupo de surfistas que terminam o evento norte-americano no grupo dos nonos classificados. 

Esta performance conseguida no Surf Ranch também deverá ser suficiente para Kikas carimbar a permanência no circuito mundial para 2022, numa altura em que faltam disputar-se apenas mais duas etapas antes da grande final, para a qual apenas se apuram os cinco melhores surfistas do ranking.

Depois do Surf Ranch o circuito vai, agora, parar por algumas semanas, para dar lugar à estreia do surf nos Jogos Olímpicos, que acontece dentro de sensivelmente um mês, no Japão, e onde Frederico Morais vai representar Portugal, juntamente com Yolanda Hopkins e Teresa Bonvalot. Depois disso, o circuito retoma em meados de agosto em Barra de la Cruz, no México.

Relativamente a resultados finais da etapa, o brasileiro Filipe Toledo e a francesa Johanne Defay foram os grandes vencedores. Toledo venceu o braço de ferro com Gabriel Medina, que havia vencido os dois eventos anteriores realizados neste espaço, alcançando assim a segunda vitória da temporada. Já Defay venceu a 4x campeã mundial e comprovou o grande momento de forma que atravessa, subindo até ao segundo lugar do ranking. 

Final masculina:

1. Filipe Toledo (BRA) 17.94
2. Gabriel Medina (BRA) 10.60

Final feminina:

1. Johanne Defay (FRA) 16.63
2. Carissa Moore (HAW) 16.23 

Ranking mundial Top 5

1. Carissa Moore 43,855 pts
2. Johanne Defay 34,635 pts
3. Sally Fitzgibbons 34,270 pts
4. Tatiana Weston-Webb 33,625 pts
5. Stephanie Gilmore 29,390 pts

1. Gabriel Medina: 46,720 pts
2. Italo Ferreira: 33,555 pts
3. Filipe Toledo: 32,065 pts
4. Morgan Cibilic: 24,610 pts
5. Griffin Colapinto: 22,235 pts

Previous H2O muda para S. Pedro de Moel 
Next Vasco Ribeiro é o campeão antecipado da Liga