Francisca Veselko é a nova campeã nacional da Liga


Francisca Veselko é a nova campeã nacional de surf da Liga MEO Surf 2021, a principal competição de Surf em Portugal. A jovem surfista de Carcavelos, de apenas 18 anos, garantiu a conquista do título de forma antecipada, uma vez que a atual número 2 do ranking, Carolina Mendes, já confirmou que não vai marcar presença na etapa final da Liga MEO Surf, o Bom Petisco Peniche Pro, que se realiza já na próxima semana, de 16 a 18 de setembro.

Fotos: Jorge Matreno/ANSurfistas)

Após ter conquistado a licra amarela de líder do ranking feminino na etapa de Sintra, lugar que manteve após o 2.º lugar no Miss Costa Nova Cup, Francisca ficou a precisar de chegar à final do Bom Petisco Peniche Pro para garantir o título nacional ou então, esperar que Carolina Mendes não vencesse a derradeira etapa da Liga MEO Surf 2021.

Contudo, Carolina Mendes, após receber um convite para competir na etapa inaugural do Challenger Series do circuito mundial de qualificação da World Surf League, que se realiza na Califórnia, optou por não participar na etapa de Peniche, acabando por entregar antecipadamente o título nacional a Francisca Veselko.

Uma conquista que surge após uma temporada pautada por muita regularidade por parte da surfista de Carcavelos. Após cinco etapas, Francisca conseguiu ir por quatro vezes à final, tendo como “pior” resultado um 3.º lugar. Agora, em Peniche vai tentar conquistar o triunfo numa etapa da Liga MEO Surf pela primeira vez na ainda curta carreira.

Este é o primeiro título de Francisca no escalão máximo, ela que este ano já se sagrou bicampeã nacional Sub-18 e já tinha conquistado o Allianz Triple Crown, o mais importante troféu lateral da Liga MEO Surf.

Desde 2014, que não era feito o pleno de títulos nacionais (open e júnior), algo que foi feito nesse ano por Teresa Bonvalot. Francisca Veselko conta ainda com dois títulos nacionais de Sub-16, conquistados em 2016 e 2018, além de ter sido considerada a surfista júnior do ano na Liga MEO Surf de 2020.

“Estou muito feliz com esta conquista. Foi um título com um sabor diferente. Penso que, embora não tenha vencido qualquer etapa, acabei por ser premiada pela regularidade que mostrei ao longo do ano. Preferia que a Carolina Mendes fosse ao Bom Petisco Peniche Pro para discutirmos o título na água. Ela é uma surfista muito competitiva e, certamente, que me iria obrigar a elevar o nível”, comentou Kika sobre a primeira conquista na Liga de surf portuguesa. 

Parabéns, KIKA!

Previous Yolanda Hopkins repete triunfo na Miss Costa Nova Cup
Next O Filme Brasil do Surfe