Liga MEO Surf a caminho do Norte do país 


Os melhores surfistas nacionais já estão a postos para rumar ao Norte de país, mais concretamente, às ondas do Porto e Matosinhos, onde de 7 a 9 de maio se vai disputar o Joaquim Chaves Saúde Porto Pro, a terceira de cinco etapas da Liga MEO Surf. 

Com as contas da luta pelo título ao rubro, depois de duas intensas etapas já realizadas, na Ericeira e Figueira da Foz, a “caravana” da Liga MEO Surf ruma a Norte, onde Vasco Ribeiro e Carolina Mendes vão envergar as licras amarelas de líderes dos respetivos rankings numa etapa que assume ainda mais importância por se encontrar no equador do calendário. 

Curiosamente, ambos já venceram no Porto. Mas se Carolina apenas o fez numa ocasião, Vasco já o fez em quatro, sendo este o palco em que mais vezes venceu na história da Liga MEO Surf.

Historial dos vencedores no Porto (últimos 10 anos):

2020 – Vasco Ribeiro e Teresa Bonvalot;
2019 – Tomás Fernandes e Yolanda Hopkins;
2018 – Marlon Lipke e Teresa Bonvalot;
2017 – Vasco Ribeiro e Teresa Bonvalot;
2016 – Pedro Henrique e Carolina Mendes;
2015 – Frederico Morais e Carina Duarte;
2014 – Vasco Ribeiro e Teresa Bonvalot;
2013 – Frederico Morais e Teresa Bonvalot;
2012 – Vasco Ribeiro e Maria Abecassis;
2011 – Nic von Rupp e Carina Duarte.

Esta é, igualmente, uma das etapas mais tradicionais da Liga MEO Surf, uma vez que já se realiza há 16 anos consecutivos, sendo, por isso, a prova que se disputa há mais tempo interruptamente.  

“As expectativas de competir no Porto são boas. Competir aqui é sempre bom para mim. Esta é uma cidade que me faz muito feliz, onde tenho grande parte da minha vida. Esta vai ser a primeira etapa que o meu filho vai ver, por isso espero passar pelo menos uma ronda, para não dececioná-lo. Aqui as condições dependem sempre da ondulação. Havendo swell dá sempre umas ondas divertidas. Soube que há pouco tempo deu boas ondas, por isso as perspetivas são boas. Aquilo que o Vasco Ribeiro fez na Figueira da Foz foi uma inspiração e um exemplo. Demonstrou, mais uma vez, que quando as condições se proporcionam é o competidor mais difícil de travar. Em condições más já é muito difícil vencê-lo, então quando as condições estão boas torna-se quase impossível. É algo que nos motiva, certamente, a elevar ainda mais a fasquia aqui no Porto e Matosinhos”, disse Francisco Alves, atual top 15 nacional (na foto). 

O Joaquim Chaves Saúde Porto Pro conta assim com vários ingredientes que prometem elevar as expectativas para quando a ação se iniciar dentro de água. A juntar a isso esta etapa marcar também a estreia do grupo Joaquim Chaves Saúde como naming sponsorde uma das paragens da Liga MEO Surf.

Porto Pro 2020 em números:

– Campeões da Etapa: Vasco Ribeiro e Teresa Bonvalot;
– 955 ondas surfadas por 99 surfistas inscritos;
– Melhor onda (máximo 10 pontos): 9,00 pontos de Gony Zubizarreta na 1.ª ronda masculina e 9,00 pontos de Teresa Bonvalot na 2.ª ronda feminina;
– Melhor pontuação (máximo 20 pontos): 16,60 pontos de Teresa Bonvalot na 1.ª ronda. xxx

Previous A arte de Mikey February
Next My Home com Tomás Fernandes