Maratona no Porto para encerrar a 3.ª etapa da Liga


Após dois dias muito longos de ação, Vasco Ribeiro e Teresa Bonvalot conquistaram, ontem, o triunfo no Joaquim Chaves Saúde Porto Pro, a terceira etapa da Liga MEO Surf 2021. 

Vasco e Teresa repetiram, assim, os triunfos alcançados no ano passado nesta etapa, depois de performances dominantes ao longo dos dois dias do evento. Em relação aos rankings, Vasco Ribeiro cimentou a liderança no masculino, enquanto do lado feminino Carolina Mendes manteve a licra amarela.  

O dia final da etapa nortenha teve um arranque madrugador, com a ação a iniciar-se pelas 6h45 na praia de Leça da Palmeira, que ofereceu, novamente, ondas de muita qualidade. Após a realização do último heat da ronda 2 masculina, a ação avançou a bom ritmo pela manhã, com scores elevados e com algumas surpresas pelo meio. Com heats muito equilibrados, a ronda 3 viu logo nomes sonantes como Miguel Blanco, Guilherme Fonseca, Guilherme Ribeiro ou Luís Perloiro ficarem pelo caminho, enquanto Vasco Ribeiro começava já nesta altura a dar espetáculo.

Nos quartos-de-final man-on-man, Marlon Lipke começou por eliminar Joaquim Chaves, que chegou pela primeira vez a esta fase, seguindo-se um heat emocionante entre Vasco Ribeiro e Tomás Fernandes. Tomás lançou um forte ataque ao triunfo na reta final da bateria, mas acabou por perder o duelo por apenas 0,15 pontos. Nos restantes heats dos quartos-de-final, Afonso Antunes bateu Francisco Alves e Halley Batista superou Gony Zubizarreta, começando logo aí a surpreender.

Nas meias-finais, Vasco Ribeiro continuou a dominar a ação e registou a melhor onda do evento, com 9 pontos, e o melhor score de todo o evento, com 16,75 pontos, vencendo com tranquilidade Marlon Lipke. No outro heat desta fase, Halley Batista, experiente surfista a residir em Portugal e com um vasto currículo em termos internacionais, continuou a dar-se bem e carimbou o passaporte para a primeira final da carreira na Liga MEO Surf, após eliminar Afonso Antunes.

No heat decisivo até foi Halley a começar mais forte, ameaçando seriamente chegar ao triunfo, sobretudo depois de conseguir um belo aéreo, que lhe rendeu 7,75 pontos. Só que na reta final da disputa Vasco conseguiu responder à letra, mostrando todo o seu power surf e virando a bateria com uma onda de 8,15 pontos. Uma resposta que permitiu ao tetracampeão nacional virar o heat e vencer com 14,35 pontos contra 14,00 do surfista vindo do Algarve, que fez aqui a primeira etapa do ano na Liga MEO Surf.

Esta foi a quinta vitória de Vasco Ribeiro na etapa portuense, sendo ainda o 14.º triunfo em etapas da Liga MEO Surf. Vasco iguala, assim, o registo de triunfos de Frederico Morais e fica a apenas dois do recorde de 16 vitórias de João Antunes. Mais importante que isso é o facto de Vasco Ribeiro ficar a depender apenas de si próprio para sagrar-se campeão nacional pela quinta vez – o que será um recorde -, já na próxima etapa, em Sintra, de forma antecipada.

Na prova feminina, Teresa Bonvalot acabou por ser a grande dominadora do dia final, terminando a sua prestação somente no lugar mais alto do pódio. Na ronda 2, além de garantir o triunfo, Teresa conseguiu ainda o melhor score feminino de todo o evento, com 15,25 pontos, que lhe valeram o triunfo no troféu exclusivamente feminino Bom Petisco Girls Score. Depois disso, a campeã nacional em título foi avançando heat após heat sempre com scores robustos.

Nas meias-finais, Camilla Kemp, que também regressou à ação na Liga MEO Surf após falhar a etapa da Figueira da Foz, começou por eliminar a líder do ranking Carolina Mendes. Na outra meia-final Francisca Veselko tinha a possibilidade de chegar à licra amarela caso vencesse Teresa Bonvalot, mas a campeã nacional não permitiu tal cenário, avançando a todo o gás para a final. No heat decisivo, apesar do equilíbrio, a ponta final de Teresa acabou por fazer toda a diferença, com o resultado a fixar-se em 14,50 pontos, contra 9,75 de Camilla.

Com esta vitória, Teresa Bonvalot, que não tinha competido na etapa da Figueira da Foz, repetiu o sucesso alcançado no ano passado nesta mesma prova. Esta foi a 21.ª vitória de Teresa, de apenas 21 anos, em etapas da Liga MEO Surf e a sexta alcançada no Porto. Aliás, foi nesta etapa que alcançou a primeira vitória da carreira, em 2013, com apenas 13 anos.

Resultados finais do Joaquim Chaves Saúde Porto Pro:

Final masculina: Vasco Ribeiro 14,35 x Halley Batista 14
Final feminina: Teresa Bonvalot 14,5 x Camilla Kemp 9,75

Destaque ainda para Tomás Fernandes e Guilherme Ribeiro, que saem do Porto e Matosinhos no 3.º e 4.º posto do ranking, respetivamente. Dessa forma, ganharam ambos wildcards para o QS3000 de Santa Cruz. Esta importante prova europeia do circuito mundial de qualificação da WSL começa na terça-feira e Tomás e Guilherme garantem, assim, entrada direta para a ronda 3, juntamente com todos os tops seeds.

A Liga MEO Surf segue, agora, para a Praia Grande, onde de 25 a 27 de junho se realiza o Allianz Sintra Pro, a quarta e penúltima etapa da Liga MEO Surf 2021. xxx

Fotos: Jorge Matreno/ANSurfistas
Previous CT de Margaret River entra na fase final
Next Caparica recebe GromSearch 2021