Prémio exclusivamente feminino ajuda a elevar o nível na Liga


Estamos a falar do Bom Petisco Girls Score. 

Com o suporte integral pelo Bom Petisco e de forma pioneira, em 2020, a Liga MEO Surf apresentou um novo sub-troféu, o qual que se tornou no primeiro prémio exclusivamente dedicado ao surf feminino naquela que é a principal competição de surf em Portugal. 

Em jogo neste sub-troféu encontra-se uma premiação monetária anual de 2.500 Euros (500 Euros por etapa) para a surfista que conseguir fazer a melhor pontuação combinada em cada etapa.

Teresa Bonvalot (na foto) foi a surfista que venceu na estreia deste troféu na Figueira da Foz, depois de ter somado 16,05 pontos num máximo de 20 na primeira etapa que decorreu em junho. Teresa viria a repetir o triunfo na terceira e mais recente etapa que terminou no passado dia 2 de agosto, na Praia Grande, graças a um score de 17,15 pontos, o melhor de toda a prova – pontuações masculinas incluídas!

“É um prémio incrível que criaram, que permite puxar ainda mais pelo surf feminino. Dou por mim a ir para os heats a tentar dar ainda mais de mim, de forma a tentar bater os scores feitos anteriormente. É um objetivo extra que me ajuda a tentar superar heat após heat. Este prémio ajuda, definitivamente, a que todas as surfistas puxem mais pelos seus limites e que, consequentemente, evoluam. É uma iniciativa muito boa!” – Teresa Bonvalot. 

Interessa ainda mencionar que Carolina Mendes, vencedora do sub-troféu em questão na segunda etapa da Liga, disputada em Ribeira, detém até ao momento a pontuação recorde de 18,25 pontos.

Até final da presente temporada as melhores surfistas nacionais ainda terão mais duas oportunidades para conquistar o Bom Petisco Girls Score e de continuarem e elevar o nível do surf feminino nacional – no Porto e em Cascais. xxx

Previous O Mundo digital de Tanner Gudauskas
Next Terminou o Circuito de Surf do Centro