Surfistas portugueses a caminho de Tóquio 2020


O surf está a postos para fazer a muito aguardada estreia olímpica e a uma semana do arranque dos Jogos Olímpicos de Tóquio 2020, Frederico Morais, Yolanda Hopkins e Teresa Bonvalot, os três surfistas que vão representar Portugal, estão de partida para o Japão e consigo levam muita motivação e aspirações altas na luta pelas primeiras medalhas olímpicas da história do surf.

Frederico Morais vai ser o representante nacional na prova masculina, depois de ter conseguido a vaga como melhor europeu nos World Surfing Games da Associação Internacional de Surf (ISA) de 2019. Já do lado feminino Yolanda Hopkins e Teresa Bonvalot vão ser as esperanças lusas, depois de terem sido segunda e terceira classificadas, respetivamente, nos Mundiais ISA deste ano.

“Sinto-me bem, os treinos têm corrido muito bem e as pranchas estão boas. Sinto-me bem física e mentalmente. As expectativas e ambições são sempre boas. Estou curioso para ver que tipo de ondas vamos ter pela frente, se vamos ter sorte e ter umas ondas boas ou se realmente Chiba vai ter poucas ondas como dizem que é característico desta altura do ano. (…) Tenho surfado e treinado muito. Estou muito focado. Já sinto algum nervosismo e ansiedade, mas é bom sentir essa proximidade dos Jogos. O momento da verdade está a chegar e não poderia estar mais orgulhoso de representar Portugal”, disse Kikas.

O trio que vai representar Portugal em Tóquio tem a particularidade de terem vencido títulos nacionais recentemente. Yolanda Hopkins estreou-se como campeã nacional em 2019, enquanto Frederico Morais e Teresa Bonvalot conquistaram o título no ano passado – ambos conseguiram o terceiro título da carreira -, numa temporada em que a Liga MEO Surf foi determinante para os surfistas nacionais se manterem em prova.

Jogos Olímpicos – Quadro de Competição: Ronda Inaugural

FREDERICO MORAIS x Kanoa Igarashi (Japão) x Jeremy Flores (França) x Miguel Tudela (Peru)

TERESA BONVALOT x Carissa Moore (EUA) x Daniella Rosas (Peru) x Dominic Barona (Equador)

YOLANDA HOPKINS x Caroline Marks (EUA) x Leilani McGonagle (Costa Rica) x Ella Williams (Nova Zelândia)

Com os Jogos Olímpicos a terem início marcado para 23 de julho, a prova de surf começa dois dias depois e tem janela de espera até dia 1 de agosto. xxx

Previous Conhece o calendário da Challenger Series 2021
Next Um campeonato a repetir