Vasco Ribeiro é o campeão antecipado da Liga


Vasco Ribeiro garantiu, na manhã deste domingo, o título nacional de forma antecipada.

O surfista do Estoril, de 26 anos, bateu o recorde de títulos nacionais, ao conquistar o quinto cetro da carreira. Após superar os quartos-de-final do Allianz Sintra Pro, a quarta e penúltima etapa da Liga MEO Surf 2021, e ver Afonso Antunes cair nessa mesma fase, Vasco garantiu o título nacional de forma antecipada, sucedendo a Frederico Morais.

Com a ação a arrancar bem cedo na Praia Grande, pelas 7H15, os quartos-de-final masculinos foram para a água já depois da ronda 3 feminina. No heat 2 Vasco enfrentou Jácome Correia e conseguiu um triunfo robusto. A luta continuou para as meias-finais, uma vez que Afonso Antunes não teve de competir no heat seguinte, devido à desistência de Eduardo Fernandes por problemas físicos.

Nas meias-finais Vasco Ribeiro teve pela frente Arran Strong e começou forte, graças a uma onda de 9 pontos, a melhor de todo o evento. Algo que ajudou a licra amarela e líder do ranking a garantir um triunfo folgado e passar a bola para o lado de Afonso Antunes, que na segunda meia-final teve pela frente o inspirado Halley Batista. Após um duelo muito equilibrado, o triunfo pendeu para Halley, que entregou, assim, o título de bandeja a Vasco Ribeiro.

Depois de ter vencido as duas anteriores etapas, no Porto e Figueira da Foz, e com o desenrolar desta etapa, Vasco Ribeiro já garantiu os pontos necessários para ser coroado campeão nacional antecipadamente. Isto mesmo perante a forte oposição de Afonso Antunes, que começou a temporada com um triunfo na Ericeira e que foi o único surfista que realmente importunou a caminhada de Vasco rumo à glória.

Este é o quinto título nacional para Vasco, que desempata, assim, o registo que detinha em igualdade com Ruben Gonzalez, passando agora a liderar de forma isolada a tabela dos surfistas com mais títulos nacionais. Após ter conquistado o primeiro título da carreira em 2011, com apenas 16 anos, o Vasco Ribeiro conquistou ainda o título nacional em 2012, 2014 e 2017, colocando um ponto final num hiato de quatro anos sem se sagrar campeão nacional.

Surfistas com mais títulos nacionais

Vasco Ribeiro – 5 (2011, 2012, 2014, 2017 e 2021);
Ruben Gonzalez – 4 (2004, 2005, 2006 e 2008)
Frederico Morais – 3 (2013, 2015 e 2020)
João Antunes – 3 (1994, 1996 e 1998)
José Gregório – 3 (1997, 2003 e 2007)

No que diz respeito à restante competição, Vasco Ribeiro acabou por não vencer a etapa, terminando em segundo lugar, sendo que a vitória foi para Halley Batista, que virou a bateria a seu favor na última onda e fez assim a segunda final consecutiva na presente temporada da Liga.

No quadro feminino, a vitória foi para a antiga campeã nacional Carina Duarte que este ano voltou a competir e, como se veio a comprovar, continua com o surf no pé. Vice-campeã da etapa, pela terceira vez esta temporada, foi Kika Veselko. Com muito mérito, Mafalda Lopes e Carolina Santos foram as semifinalistas da prova.

O Allianz Sintra Pro decidiu ainda os campeões da Allianz Triple Crown, com Vasco Ribeiro e Francisca Veselko a levarem cada um para casa um prémio monetário de 4 mil euros. Vasco e Kika sucederam a Afonso Antunes e Teresa Bonvalot como campeões deste importante sub-troféu, sendo que Vasco já o tinha vencido noutras duas ocasiões (2016 e 2017), enquanto que para Kika é uma estreia.

A quinta etapa da Liga também foi finalmente confirmada ontem, estando apontada para Peniche, entre os dias 16 e 18 de setembro – com preferência pela onda dos Supertubos. Até lá, bons treinos! xxx

Fotografia: Jorge Matreno/ANSurfistas
Previous Festa na piscina do Surf Ranch
Next Ericeira WSR+10 promove nova conferência a 30 de Junho